Erica's FotoPage

By: Erica Cabral

[Recommend this Fotopage] | [Share this Fotopage]
[Archive]
Tuesday, 17-Oct-2006 12:00 Email | Share | | Bookmark
Ferrugem no meu carro

 
 
 
View all 5 photos...
60% dos carros Novo Uno Mille estão dando problema de ferrugem e o local mais comum é o capô do carro.


Meu Caso:

Em abril de 2004 comprei um Mille 0 km na concessionária FIORI – Recife. Fui muito bem atendida na hora da venda.

Em outubro do mesmo ano meu carro foi pela primeira vez pra revisão, na própria FIORI, pois caso não fosse lá eu perderia a garantia de 1 ano que a FIAT dá para carro 0 km.

Fiz tudo o que eles recomendaram fazer e paguei pelo material.

Em abril de 2005 voltei à FIORI para fazer a segunda revisão já que meu carro estava saindo da garantia. Essa segunda revisão foi simplesmente na parte da carroceria, que segundo eles (FIORI), iriam colocar um produto anti-ferrugem no carro (me custou 99 reais só para isso). Nessa mesma época, e lá na FIORI também, resolvi fazer uma revitalização e proteção da pintura, já que meu carro estava com piche grudado na carroceria, devido a viagens em estradas novas. Tirei também morsas para que o carro ficasse realmente novinho.

Em março de 2006 voltei novamente na FIORI pra fazer a terceira revisão, mesmo meu carro não estando mais na garantia e eu não ter a obrigação de fazer lá. Mas resolvi fazer lá porque notei uns pontos de ferrugem no capô e queria saber o que podia ter causado aquilo, já que fazia menos de um ano que eu tinha ido à FIORI fazer a revisão de carroceria. Chegando lá mostrei o capô para os mecânicos e todos ficaram absurdamente espantados com o ferrugem no carro e ainda mais eu mostrando todos os comprovantes de tudo o que tinha feito no carro e que tinha sido tudo na própria FIORI. Eles me recomendaram ir no departamento responsável (funilaria) onde eu poderia pedir uma garantia estendida já que isso não é comum acontecer no carro relativamente novo (na época com menos de 2 anos de uso).

Assim que saí de lá fui no tal departamento e uma tal de Tatiana me atendeu com um ar de superioridade. Relatei tudo para ela e no final escutei a seguinte frase: “é.. mas um carro com quase dois anos de uso já é bem usado né?”. Fiquei p. da vida mas mantive a calma e disse que meus pais trocam os carros deles de 2 em 2 anos (tempo médio dos brasileiros) e que se eu fosse fazer o mesmo com o meu, eu iria sair num grande prejuízo por causa do ferrugem. Essa mesma pessoa pegou o manual do meu carro, tirou xerox e disse que ia mandar cópia para a FIAT para ver se conseguia estender a garantia. Ela me deu o prazo de 15 dias.

Quando voltei do carnaval, que foi além dos 15 dias informados por ela, entrei em contato com essa mesma pessoa. Ela simplesmente me informou que a FIAT não tinha autorizado e que eu teria que arcar com o prejuízo. Então eu tive que argumentar e perguntei para que servia a revisão de carroceria. Para resumir a conversa, ela foi super mal educada e disse que não podia fazer nada. Tentei falar com outra pessoa, sabendo que Tatiana não ia resolver meu problema, e para uma surpresa maior ainda, o atendimento dessa segunda pessoa foi muito pior. Ela não falava, ela gritava. Ainda mais quando eu disse que eu pensava que a FIORI sempre colocava o cliente em primeiro lugar. Ela me respondeu: “Sra Erica, nós da FIORI não somos cavalos com rédeas para enxergar sempre a mesma coisa”. Aí está a primeira prova que a FIORI só quer saber de vender.

Resolvi não me estressar mais com a FIORI e fiquei decidida de ajeitar meu carro. Levei em uma oficina e lá me informaram que eu poderia ajeitar mas que o ferrugem iria voltar.

Fiquei adiando até que num certo dia, uma pessoa viu meu carro e veio conversar comigo a respeito do ferrugem. Ela informou que o dela tinha dado o mesmo problema e então ela levou na VIA SUL – Arruda que tinha sido onde o primeiro dono do carro tinha comprado e eles TROCARAM o capô, mesmo essa pessoa não ter sido a primeiro dona e o que é mais incrível, o primeiro dono não ter feito nenhuma revisão na Via Sul.

Ela falou com um funcionário de lá e eles assumiram que 60% dos carros desse modelo estão dando esse problema e mandou que eu fosse lá que ele ia pedir uma autorização pra FIAT pra trocar o capô.

Levei e para a minha surpresa, a FIAT aprovou e eu já coloquei meu carro pra ajeitar.

Agora me vem a pergunta: será que a FIORI realmente pediu autorização pra FIAT?

Enfim.. o que vale agora é que estou trocando o capô e nunca mais eu piso na FIORI.

Recife, 17 de outubro de 2006
Erica Cabral


[Archive]

© Pidgin Technologies Ltd. 2016

ns4008464.ip-198-27-69.net